Sindpol cobra condenação e expulsão de militares envolvidos na morte de policial civil


*Com informações assessoria

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol/AL) está acompanhando as investigações do caso do policial civil Jorge Vicente Ferreira Junior, morto a tiros por policiais militares no dia 17 de janeiro. A diretoria do sindicato aponta indícios de execução e pede a condenação e expulsão da coorporação dos seis militares presos por envolvimento no crime.


O presidente do Sindpol, Ricardo Nazário, destacou que continuará acompanhando o caso até que o inquérito seja remetido à Justiça e que disponibilizou o advogado criminalista Welton Roberto para seguir no caso.


“Que a Justiça seja feita e quem cometeu excesso e trabalhou às margens das leis, da legalidade, que pague pelo seu erro. Esse é o desejo do Sindpol para que não ocorram outras vítimas, outros policiais civis e outras pessoas, vítimas de profissionais que não trabalham dentro da legalidade, que não obedecem as normas legais”, disse.

Názario também criticou a atuação militar em alguns casos, apontando excessos. “A brutalidade e a violência perpetradas por alguns policiais têm que ser freada e devem acabar. Temos que obedecer os preceitos legais. O incentivo à violência e à brutalidade um dia bate às nossas portas. Os policiais do bem, que são a magnitude de sua maioria, devem combater alguns policiais que incitam a violência e querem trabalhar às margens da lei”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *