Maceió: Polícia procura homem que matou irmão após achar que namorada era de facção rival

*Com informações: assessoria PC/AL

Uma discussão entre dois irmãos terminou de forma trágica no conjunto Salvador Lyra, parte alta de Maceió. Segundo as investigações da polícia, o homem discutiu com o irmão após suspeitar que a namorada dele tinha envolvimento com uma facção criminosa rival. A mulher foi agredida com uma coronhada e neste momento houve um tiro acidental que atingiu a boca do irmão do agressor, que não resistiu.

Os dois irmãos, que segundo o delegado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Fábio Costa, estão envolvidos no mundo do crime, utilizavam tornozeleira eletrônica.

O homem suspeitava que seu irmão tinha levado para casa uma garota que fazia parte de uma facção rival, apenas pelo fato dela morar em um bairro que seria dominado por seus rivais. A mulher disse que quando chegou à casa da vítima, na noite anterior ao crime, já estavam o irmão de Rudson Rafael com a esposa, o pai e a avó. Após ter passado a noite, a garota foi confrontada pelo irmão da vítima.

Segundo o relato da garota, o irmão de Rudson, entrou no quarto com uma arma de fogo em punho, perguntando se ela não iria embora e que a mesma não deveria estar ali ainda, alegando que ela era de uma região dominada por facção rival a da vítima, imaginando que o relacionamento poderia causar algum mal.

Após a garota negar fazer parte de facção e dizer que apenas morava em uma região que ele considerava inimiga. O irmão de Rudson, impaciente e segurando uma arma, deu uma coronhada na cabeça dela. Segundo a polícia, foi nesse momento que aconteceu o disparo acidental, com o projétil atingindo Rudson Rafael na boca.

Desesperado o irmão de Rudson teria saido para pedir socorro aos vizinhos. Quando voltou com uma pessoa, Rudson já estava morto.

O suspeito fugiu do local com a esposa, dizendo que ia para a casa da mãe e no momento se encontra foragido. Ele ainda retirou a tornozeleira eletrônica para dificultar sua localização.

A Polícia Civil prossegue com as investigações. De acordo com o delegado Fábio Costa, ele será indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *