Autoridades alemãs não permitem exceção para o Liverpool entrar no país e Champions tem impasse às oitavas

por Leandro Stein- Trivela

Diante das novas restrições de viagens na Europa, motivadas para conter as variantes do coronavírus, as competições da Uefa enfrentarão desafios logísticos na realização de seus mata-matas. Alguns governos determinaram que viajantes de certos países não podem entrar em seus territórios, para evitar a disseminação das mutações da COVID-19. E um primeiro entrave começa a se desenhar na Champions League.

Por conta da proibição de viajantes provenientes do Reino Unido, o RB Leipzig solicitou uma permissão especial às autoridades sanitárias para que os jogadores do Liverpool entrassem na Alemanha. As duas equipes têm agendado o primeiro encontro pelas oitavas de final da Champions em 16 de fevereiro, na Red Bull Arena. Porém, segundo a agência de notícias germânica DPA, o governo alemão proibiu a exceção aos Reds.

A situação cria um impasse na Champions. Antecipando-se aos riscos, a Uefa já tinha publicado recomendações sobre possíveis restrições. A orientação da entidade era que os clubes mandantes negociassem com as autoridades locais uma ressalva. Caso a permissão não fosse concedida, como no caso do RB Leipzig, algumas alternativas são possíveis: disputar o jogo num campo neutro, num país sem restrições aos dois clubes; inverter a ordem das partidas; alterar a data do encontro; ou então punir com W.O. o time mandante, por não encontrar uma solução.

O RB Leipzig tem apenas até a próxima segunda-feira, 8 de fevereiro, para comunicar a Uefa sobre o imbróglio. Neste momento, cabe aos Touros Vermelhos buscarem um local alternativo para a realização do jogo e levarem a proposta à Uefa. A inversão de datas precisaria contar com a concordância do Liverpool. O governo alemão permite que residentes no país voltem de viagens do Reino Unido, uma exceção que daria chances ao duelo em Anfield. Todavia, nada garante a volta em Leipzig, caso as restrições se ampliem até março.

O mais provável é que o duelo aconteça em campo neutro. Alguns veículos de imprensa na Alemanha levantam a possibilidade de que a partida seja realizada em Salzburgo. A Áustria impõe restrições aos viajantes do Reino Unido até 7 de fevereiro e, se o prazo não for estendido, a alternativa se torna palpável, já que a Red Bull tem seu estádio na cidade. Neste cenário, o problema maior seria ao Leipzig, já que viajantes da Alemanha precisam cumprir uma quarentena para desembarcar na Áustria.

Por fim, a revista Kicker ainda levanta a hipótese de que os dois jogos aconteçam no Reino Unido. O Leipzig poderia ser mandante num campo neutro no próprio país, para evitar que o Liverpool jogue duas vezes em Anfield. Segunda-feira deverá ser um dia cabal à questão, que tende a afetar outros jogos na Champions e na Liga Europa – como o Borussia Mönchengladbach x Manchester City, cuja ida está marcada para 24 de fevereiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *